Selecione o seu estado/cidade

x
Última atualização: 22/03/24 às 02:03

Segundo levantamento feito pela Faculdade de Medicina de São Paulo (USP) em 2021, um em cada quatro brasileiros sofre com a Síndrome de Burnout, também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional. No ranking mundial de países com mais casos da doença, aparecemos em segundo lugar, atrás apenas do Japão. Daí a importância de falarmos sobre essa síndrome, um desafio significativo para muitas pessoas e profissionais de saúde.

 

Neste artigo, exploraremos o que é burnout e como a tecnologia pode desempenhar um papel importante no seu tratamento, fornecendo ferramentas e recursos para reverter esse quadro e promover a saúde mental.

 

O que é Síndrome de Burnout?

A Síndrome de Burnout é um estado de exaustão extrema, física e mental, decorrente da sobrecarga prolongada no ambiente de trabalho ou nos estudos, principalmente. As pessoas que sofrem de burnout tendem a sentir uma diminuição significativa do seu desempenho, bem como uma sensação de desânimo e distanciamento em relação às suas responsabilidades. Para uma pessoa com burnout, o cansaço e o desânimo são tão grandes que não sobra energia para atividades cotidianas, como cuidar da higiene pessoal ou brincar com os filhos.

Ademais, o cansaço é constante e tende a não desaparecer, mesmo após horas de descanso.

 

Sintomas da Síndrome de Burnout

O burnout é caracterizado por uma combinação de sintomas emocionais, cognitivos, físicos e comportamentais que podem variar de pessoa para pessoa.

Ainda assim, de acordo com o Ministério da Saúde, existem alguns sintomas comuns associados à Síndrome de Burnout:

  • Cansaço excessivo, físico e mental;
  • Dor de cabeça frequente;
  • Alterações no apetite;
  • Insônia;
  • Dificuldades de concentração;
  • Sentimentos de fracasso e insegurança;
  • Negatividade constante;
  • Sentimentos de desesperança;
  • Sentimentos de incompetência;
  • Alterações repentinas de humor;
  • Isolamento;
  • Fadiga;
  • Pressão alta;
  • Dores musculares;
  • Problemas gastrointestinais, como diarreia ou prisão de ventre;
  • Alteração nos batimentos cardíacos.

O que diferencia o burnout do cansaço comum do dia a dia que todos sentimos é a presença de vários desses sintomas por um período prolongado e sua interferência significativa na vida pessoal, profissional e social.

Como prevenir a Síndrome de Burnout?

A seguir estão algumas estratégias práticas para prevenir a síndrome:

_ Estabeleça limites entre o pessoal e o profissional: defina horários claros para trabalhar, estudar e descansar, evitando checar constantemente mensagens relacionadas às tarefas profissionais ou acadêmicas fora dos momentos estipulados. É essencial desconectar-se após o expediente e durante os fins de semana. Durante esse tempo, você pode colocar a leitura em dia, assistir a sua série preferida ou ainda ouvir músicas que te relaxem ou tragam sentimentos positivos, utilizando plataformas de áudio como a Deezer, por exemplo, que está disponível em alguns planos da Alares.

_ Pratique o autocuidado: reserve tempo para cuidar de si mesmo praticando atividades que promovam o relaxamento e a recuperação, como meditação, ioga, exercícios físicos e hobbies que lhe tragam prazer. Use esse tempo livre com as pessoas mais próximas e longe dos celulares e computadores.

_ Divida tarefas: sempre que possível, compartilhe afazeres com colegas de equipe no ambiente de trabalho. Isso não apenas aliviará sua carga de trabalho como promoverá um senso de colaboração e trabalho em equipe.

_ Busque atividades de recuperação: fazer pausas curtas no trabalho ou estudos para caminhar, respirar profundamente ou praticar algum exercício de relaxamento é crucial. Esses intervalos podem melhorar sua produtividade e ajudar a prevenir o esgotamento. Aproveite essas pausas para beber água ou caminhar com o cachorro, por exemplo.

Seja parte da comunidade que vai além. Clique aqui e assine a Newsletter Indo Além! 

Aplicativos e funcionalidades que podem ajudar a prevenir o Burnout

Se você ou alguém que você conhece está enfrentando alguns desses sintomas, é recomendado buscar ajuda médica para lidar com a situação de forma adequada. Além disso, a tecnologia também pode auxiliar a prevenir e amenizar alguns destes sintomas, sempre de acordo com as recomendações dos profissionais de saúde. Listamos abaixo alguns apps e funcionalidades dos smartphones que são úteis para se desconectar, reduzir o estresse e relaxar:

  1. Calm
    O Calm é um aplicativo de relaxamento e redução do estresse. Ele oferece uma variedade de recursos, como meditações guiadas, histórias para dormir, sons relaxantes da natureza e exercícios de respiração. O Calm também possui programas de meditação que abordam diferentes áreas da vida, como estresse, ansiedade, foco e autoestima. É uma ótima opção para quem busca mais tranquilidade e bem-estar mental. Disponível na App Store e na Google Play Store.
  2. Headspace
    O Headspace é outro aplicativo de meditação e mindfulness que visa ajudar as pessoas a cultivar uma mente mais tranquila e saudável. Ele oferece meditações guiadas, exercícios de atenção plena e técnicas de relaxamento. O Headspace também abrange uma variedade de tópicos, desde gerenciamento de estresse até criatividade e foco. O aplicativo é conhecido por sua abordagem amigável e instruções claras, tornando a prática da meditação mais acessível para iniciantes. Disponível na App Store e na Google Play Store.
  3. Forest
    O Forest é um aplicativo de produtividade que utiliza uma abordagem lúdica baseada em recompensas para ajudar as pessoas a manterem o foco e a concentração.
    Como ele funciona: quando você define um período para se concentrar em uma tarefa, o aplicativo planta uma árvore virtual, e se você conseguir manter o foco durante o tempo estipulado, a árvore cresce. Se você sair do aplicativo, a árvore morre. Isso cria um incentivo visual para evitar distrações e se concentrar no trabalho. Disponível na App Store e na Google Play Store.
  4. BitTrainers
    O aplicativo BitTrainers, parceiro da Alares, é a plataforma perfeita para inserir atividades físicas na sua rotina. Com ele, você tem acesso a exercícios que não precisam de equipamentos específicos para praticar onde quiser e no seu tempo. Você também pode escolher os exercícios que mais se adequam aos seus gostos e necessidades.
    É cientificamente comprovado que a prática de atividades físicas regulares ajuda a diminuir os níveis de estresse e promover o bem-estar físico e mental. Por isso, não deixe de inseri-las na sua rotina.
  5. Happify
    O Happify é um aplicativo que ajuda a promover o bem-estar emocional, por meio de uma variedade de atividades baseadas na psicologia positiva, vertente da psicologia que estuda os efeitos da positividade na saúde. O aplicativo inclui jogos, exercícios e atividades interativas que visam melhorar o humor e reduzir o estresse. Disponível na App Store e na Google Play Store.
  6. Modo Não Perturbe
    A maioria dos smartphones possui um modo “Não Perturbe” que permite silenciar notificações, chamadas e mensagens por um período específico, ajudando a diminuir as interrupções enquanto você se concentra em outras atividades.
    Para ativar o modo ‘Não Perturbe’ nos celulares com sistema operacional iOS, a partir da tela inicial, deslize o dedo para cima para acessar o Centro de Controle. Em seguida, procure pelo ícone “Lua Crescente” ou “Não Perturbe” e o toque para ativar o “Não Perturbe”. O ícone ficará laranja quando o modo estiver ativado.
    Já para ativar o Modo “Não Perturbe” no Android, deslize para baixo a partir do topo da tela para abrir a barra de notificações superior e procure pelo ícone de “Não Perturbe”. É importante lembrar que esses caminhos podem variar de acordo com a versão do sistema operacional e modelo do celular.

Lembre-se de que a prevenção da Síndrome de Burnout exige atenção contínua e esforços para manter um equilíbrio saudável entre o trabalho, os estudos e a vida pessoal. Como cada pessoa é única e possui suas particularidades, é recomendável entender quais dessas estratégias se adequam melhor a você e introduzi-las gradualmente na sua rotina. 

Também é essencial que as pessoas estejam cientes dos sinais precoces de burnout e busquem ajuda quando necessário, seja por meio de suporte emocional, aconselhamento ou outras formas de assistência.

A busca pelo equilíbrio na vida pessoal, aliada ao uso de recursos tecnológicos de bem-estar, pode trazer vários benefícios para o seu dia a dia.

 

Quer ler mais conteúdos como esse? Assine a Newsletter Indo Além e receba os principais artigos do mês no seu e-mail.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se e fique por dentro dos nossos conteúdos!

    Já sou cliente
    Quero assinar