Selecione o seu estado/cidade

x
Última atualização: 27/09/23 às 10:09

Você já parou para pensar o que faz alguém ser um bom líder?
Um líder que traz resultados para o negócio e favorece a união e cooperação vai além de ter boa oratória ou conhecimento técnico. É preciso ter bem desenvolvidas diversas habilidades que permitam guiar e inspirar a equipe para alcançar os melhores resultados.

Além das habilidades técnicas necessárias para delegar tarefas e definir as melhores estratégias e prioridades (conhecidas como hard skills), é preciso ter um conjunto de características comportamentais que ajudam na entrega de resultados: as soft skills.

Neste artigo, você entenderá mais sobre a importância dessas habilidades para liderar, assim como dicas práticas para aplicá-las no seu dia a dia

O que são soft skills

Também chamadas de habilidades pessoais ou interpessoais, as soft skills são comportamentos e habilidade sociais que, no contexto profissional, fazem com que as tarefas sejam concluídas com mais rapidez, eficácia e fluidez entre todos os envolvidos.

Pensando que uma equipe e, em maior escala, uma empresa, funcionam como uma engrenagem, as soft skills são o óleo lubrificante e as peças menores que fazem a máquina funcionar sem engasgar e parar. E como essas máquinas estão cada vez maiores e mais complexas, essas habilidades fazem a diferença entre o sucesso e o fracasso de um negócio.

De acordo o artigo “Desenvolver habilidades da força de trabalho em escala para prosperar durante – e depois – da crise da Covid-19” da consultoria Mckinsey, uma das mais importantes do mundo, existe uma demanda crescente por pessoas que tenham habilidades comportamentais bem desenvolvidas. Skill building at scale during the pandemic | McKinsey

Outra razão para a valorização dessas habilidades se deve ao fato delas serem bastante adaptáveis para diferentes áreas e equipes. Em outras palavras, um líder com boa comunicação interpessoal, por exemplo, será valioso trabalhando em uma empresa de serviços, em uma indústria ou mesmo em seu próprio negócio.

Agora que você sabe o que são as soft skills, anote as dicas que te ajudarão a desenvolver algumas delas: boa comunicação, escuta ativa, boa tomada de decisão, motivação e empatia.

Como desenvolver suas Soft Skills

Antes de tudo, você deve avaliar quais dessas habilidades são mais ou menos necessárias para o seu time. Então, a primeira dica é: faça uma autoanálise sincera – considerando o segmento e momento da sua empresa – e entenda quais soft skills têm mais match com o seu contexto, perfil da equipe e necessidades.

Como ter uma boa comunicação

Apesar de parecer óbvia, a habilidade de comunicação, muitas vezes, é o que atrapalha a relação líder-equipe a entrega de resultados. Por isso, um bom líder precisa comunicar suas ideias com clareza, de forma que integre toda a equipe, apresentando seus objetivos e expectativas de objetivamente.

O que fazer:

  • Marque reuniões e conversas periódicas com todos do time;
  • Use os canais de comunicação oficiais;
  • Compartilhe as informações relevantes com o time, dando clareza e transparência sobre os projetos e resultados;

Além disso, reitere informações importantes, pois, muitas vezes, o que é óbvio para nós, não é para todos.

Como escutar ativamente

É fundamental ter uma escuta ativa e valorizar a opinião daqueles que executarão as tarefas sugeridas, de modo a tornar o ambiente mais colaborativo e produtivo. Escutar alguém ativamente requer atenção e interesse genuínos do líder em seus liderados.

O que fazer:

  • Reserve um tempo para ter conversas individuais com cada membro da equipe;
  • Pergunte, questione e peça a opinião de todos;
  • Durante os feedbacks, abra espaço para o outro falar.

Ainda, mantenha os seus canais de comunicação (oficiais ou não) sempre abertos. As pessoas precisam saber que você estará disponível para escutá-las, seja durante um feedback oficial, seja durante o cafezinho.

Como ser um bom tomador de decisão

A tomada de decisão é uma ação que perpassa por uma análise prévia de várias informações que chegam, sendo imprescindível avaliar os possíveis impactos das escolhas baseadas nestas informações. É preciso, então, considerar os interesses da equipe e da organização como um todo.

De acordo com a Harvard Business Review, uma das publicações mais respeitadas da área de negócios, existem alguns passos que você pode seguir para se tornar um bom tomador de decisões.
O que fazer:

  • Analise o contexto;
  • Considere diferentes pontos de vista;
  • Busque informação de pessoas de diferentes equipes e níveis hierárquicos;
  • Procure corrigir a raiz do problema, não apenas os sintomas;
  • Tenha uma visão ampla do desafio, não apenas do que impacta a sua área.

Finalmente, considere os resultados de curto e longo prazo da sua decisão, pois, muitas vezes, queremos resolver o que impacta nas atividades de curto prazo e esquecemos dos impactos futuros.

How to Make Great Decisions, Quickly (hbr.org)

Como motivar a sua equipe

Talvez esta seja a soft skill mais difícil de ser desenvolvida, pois, segundo Abraham Maslow, psicólogo e pesquisador americano, a motivação é algo subjetivo e depende unicamente da pessoa se manter motivada. Mesmo assim, cabe ao líder garantir um ambiente que seja motivador para todos.

O que fazer:

  • Entenda a individualidade de cada um;
  • Entenda o que motiva cada pessoa (pode ser reconhecimento, ambiente de trabalho, desafios, uso da criatividade, entre outros);
  • Crie estratégias, de acordo com o perfil de cada membro da equipe, para mantê-los motivados.

Um líder inspirador precisa manter o seu time sempre motivado para que os objetivos e metas sejam cumpridos, e isso envolve uma boa dose de empatia.

Como ser um líder empático

A empatia, além de contribuir para a criação de um ambiente de trabalho leve e saudável, é uma qualidade que destaca o líder que tem a capacidade de compreender as emoções, preocupações e necessidades de quem faz parte da equipe. Inspirar confiança e motivar os membros são ações que permeiam a empatia e são muito bem-vindas em qualquer empresa.

O que fazer:

  • Ouça ativamente o que os seus liderados têm a dizer;
  • Compartilhe experiências boas e ruins;
  • Seja curioso pelos outros;
  • Encontre semelhanças com as pessoas da sua equipe.

Lembre-se que a empatia vai além de se colocar no lugar do outro: também envolve nos conectar com ele. Nós nos identificamos pelas semelhanças (e, muitas vezes, pelas vulnerabilidades), logo, quando você é transparente sobre si, as relações tendem a ficar mais sólidas. Experimente!

Outras habilidades para ser um líder de sucesso

Além das habilidades mencionadas, existem outras dicas importantes para se tornar um líder-referência. São elas:

  • Desenvolver habilidades que solucionem conflitos internos e interesses individuais;
  • Capacidade de estabelecer metas claras, atingíveis e que o progresso possa ser acompanhado periodicamente;
  • Boa gestão do tempo e das demandas;
  • Ética e integridade, agindo de acordo com os valores e princípios organizacionais, mas que também contemplem a boa-fé;
  • Vontade de investir cada vez mais no desenvolvimento pessoal e profissional, buscando constantemente aprimorar suas habilidades.

Enfim, para ter soft skills bem desenvolvidas e ajustadas de acordo com a equipe, é preciso dedicação, aprendizado e estratégia. Afinal, ser um líder tem a ver com adquirir habilidades, mas também com desenvolvê-las e aprimorá-las à medida que o ambiente sugerir mudanças.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se e fique por dentro dos nossos conteúdos!

    Já sou cliente
    Quero assinar